iPhone 8 reconhecerá rosto do dono com infravermelho

Fabiano Alcântara

Por

Atualizado em 3/08/2017

Perspectiva artística do novo iPhone

9to5Mac/Reprodução Perspectiva artística do novo iPhone

Leia mais

Uma reportagem do El País, que toma como base um programador que desvendou o código do novo aparelho, afirma que o novo iPhone terá uma tecnologia capaz de reconhecer o rosto do usuário. “Posso confirmar os relatórios de que o firmware do HomePod revela a existência do desbloqueador de rosto com infravermelho do próximo iPhone que desbloqueia um BiometricKit em outros lugares”, afirmou Steve Troughton-Smith, programador licenciado da Apple.

Desenvolvedores também já estão analisando os códigos do HomePod enviados para  do novo sistema integrado da Apple, que será lançado este ano.

O jornal espanhol diz que iPhone esperado para o início de setembro terá um design sem moldura, no estilo da LG ou Samsung Galaxy G6 S8. Apenas a parte superior da tela, há um sensor de reconhecimento facial e a câmera frontal.

“Ter um ecossistema de dispositivos é a grande obsessão de gigantes tecnológicos. Com o advento da Internet das coisas, Google, com o Home, a Amazon com o Echo e, finalmente, a Apple com o próximo HomePod oferecem uma unidade central que controla o resto, incluindo o celular”, afirma a publicação.

Dentro do BiometricKit, o conjunto de dados da Apple para reconhecer e interagir com os proprietário de seus dispositivos, surgirá a FaceID, nome do sistema de detecção de rosto sistema, capaz de reconhecer uma pessoa a partir de ângulos diferentes e até mesmo com pouca luz.

“Algumas incógnitas importantes permanecem, se a Apple irá remover o botão ‘home’ cujo mecanismo é mais sensível e tem leitor de impressões digitais, mas não funciona como um botão mecânico e se ele vai permanecer o mesmo botão o local escolhido para o sensor que lê a disposição dos dedos ou será como outros fabricantes, encaixando-a na lateral ou traseira”, completa a reportagem.

A publicação afirma também que há dúvidas se ele se chamará “8”. O fato é que esta brincadeira de reconhecimento facial custará caro. Vamos ver os preços que o dispositivo chegará ao Brasil.

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários