Com duas vocalistas trans, As Bahias e a Cozinha Mineira vira hype

Fabiano Alcântara

Por

Atualizado em 3/02/2016

As Bahias e a Cozinha Mineira

Julieta Benoit/Divulgação As Bahias e a Cozinha Mineira

Com duas vocalistas transgêneras e referências que vão do tropicalismo e Clube da Esquina ao neosoul de Amy Winehouse, o grupo As Bahias e a Cozinha Mineira vem ganhando na nova cena de música brasileira. Na sexta (5), eles lançam seu disco de estreia, Mulher, em São Paulo, na Z Carniceria. A cantora Tássia Reis, nome quentíssimo para quem se liga no afrofuturismo brasileiro, é a convidada especial.

Assucena Assucena (voz), Raquel Virgínia (voz) e Rafael Acerbi Pereira (guitarra, violão) se conheceram na faculdade de história da USP em 2011. Ao longo do processo de composição, entre 2012 e 2015, a banda foi se formando e atualmente conta com Rob Ashtoffen (contrabaixo), Carlos Eduardo Samuel (piano e teclados), Vítor Coimbra (bateria) e Danilo Moura (percussão).

SERVIÇO

As Bahias e a Cozinha Mineira na Z Carniceria, às 22h
Quanto: R$ 25
Onde: Av. Brigadeiro Faria Lima, 724 – Pinheiros – São Paulo/SP – CEP 05426-200
Fone: (11) 2936-0934
Cartões de crédito e débito: Visa, Mastercard, Diners, Elo e American Express (não
aceita cheques).
Chapelaria: R$ 5
Serviço de valet/manobrista: R$ 25
Capacidade: 250 pessoas (sendo 80 sentadas)
Classificação etária: 18 anos
Possui área de fumantes e acesso a pessoas com deficiência

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários