Especialista em cervejas conta o que o inspira a criar rótulos do Sepultura, CPM 22 e mais bandas

Itaici Brunetti

Por

Atualizado em 13/08/2017

Retrato Alexandre Bazzo 6

(Foto: divulgação) Alexandre Bazzo

Leia mais

Hoje é natural as maiores bandas do mundo, como Iron Maiden, AC/DC, Motorhead, Deep Purple e Pearl Jam possuírem as suas próprias cervejas, porque nada combina mais com um bom rock n’ roll do que uma ‘loira gelada’, certo? E, no Brasil não é diferente; Sepultura, O Paralamas do Sucesso, Raimundos, CPM 22 e Nenhum de Nós, por exemplo, também criaram seus próprios rótulos.

Mas, será que o gosto da cerveja tem a ver com o som de cada respectivo artista? Para saber melhor, o Virgula conversou com Alexandre Bazzo, mestre em estilos de cervejas e fundador da Cervejaria Bamberg, que fabrica as ‘brejas roqueiras do Brasil’. Ele nos passou a história de cada rótulo, contou o que o inspira na hora de criá-las e também um pouco da relação da cervejaria com a música.

Retrato Alexandre Bazzo 12

(Foto: divulgação) Alexandre Bazzo

A relação com as bandas e com o rock foi natural. A Bamberg sempre seguiu a ideologia punk, do faça você mesmo, de contestar a mesmice, de fazer o diferente“, diz Alexandre. “Para fazer a cerveja converso bastante com a banda, o que eles imaginam, o que eles querem passar para o público com a bebida, daí tento encaixar essa história em algum estilo de cerveja, mas todas bandas estão totalmente envolvidas com o processo de escolha do estilo, rótulo, divulgação, etc”, explica. 

Confira abaixo do que cada cerveja é feita e como foi criada. Agora não basta dar o play e aumentar o volume, tem que apreciar uma boa cerveja junto com o som.

Especialista explica cervejas de bandas de rock

1 de 5
Compartilhe Twitter Google +

Sepultura Ale

Fizemos uma receita para celebrar os 30 anos da banda e a ideia era traduzir a carreira deles em um estilo de cerveja. Usamos o fermento de Ale, maltes alemães e lúpulos da nova geração alemã. É uma Ale Alemã, porém ela não tem classificação nos guias de estilo, nem encontramos estilo equivalente na Alemanha, ou seja, dentro de uma escola cervejeira bastante tradicional, fizemos uma inovação. O Sepultura é marcado pelas inovações em cada disco que eles lançam, mesmo o metal sendo um gênero musical bastante tradicional eles estão sempre trazendo novidades.

Créditos: Itaici Brunetti

Raimundos Helles

A banda queria fazer uma cerveja que fosse diferente das cervejas claras brasileiras, porém que fosse divertido e direta, como o som deles, daí sugerimos o estilo Helles, que é clara, de baixa fermentação, um pouco mais encorpada que a Pilsen, com bom equilíbrio de lúpulo e refrescante.

Créditos: Itaici Brunetti

Bamberg O Calibre

É a cerveja que homenageia os 30 anos de Os Paralamas do Sucesso. Degustamos alguns estilos de cerveja com a banda, eles queriam algo que fosse fácil de beber, um dos estilos que gostaram foi a Kolsch. Como nós já tínhamos esta cerveja como parte de nosso portifólio, sugerimos a eles que fizéssemos uma German Pilsen, seca, bem clara, leve, pouco amarga e refrescante. Eles toparam e dai homenageamos um grande sucesso deles que é a musica 'O Calibre'.

Créditos: Itaici Brunetti

Bamberg CPM 22 Pilsen

Quando começamos a falar sobre o estilo da cerveja, o que veio em mente foi uma coisa que combinasse com o ambiente de um show de hardcore; muita energia, galera pulando, calor e suor. Precisávamos de algo que refrescasse essa galera, foi então que escolhemos o estilo Pilsen.

Créditos: Itaici Brunetti

Cervejas Bamberg

Créditos: Itaici Brunetti

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários