Ministério Público recomenda que crianças e adolescentes não assistam à 13 Reasons Why

Fabiano Alcântara

Por

Atualizado em 3/05/2017

Katherine Langford, a HannaH Baker de “13 Reasons Why”

Divulgação Katherine Langford, a HannaH Baker de “13 Reasons Why”

Leia mais

O Ministério Público da Paraíba fez uma recomendação para que crianças e adolescentes não assistam à série 13 Reasons Why, da Netflix. De acordo com o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa da Criança e do Adolescente e da Educação (Caop-CAE) do MPPB, a série “é uma forte indutora para que jovens vulneráveis passem a realizar tarefas e desafios que vão de automutilação ao suicídio”.

“Crianças e adolescentes não deveriam assistir à série, por conter cenas muito impactantes”, afirma a promotora de Justiça Soraya Escorel, de acordo com o site Paraiba.com.br.

Apesar da alerta, o MPPB reconheceu que a série “traz vários alertas a respeito de diferentes temas delicados na sociedade, mas ainda banalizados e tratados com preconceitos e tabus, como bullying, estupro, depressão, suicídio e falta de acesso a cuidados adequados em saúde mental”.

Segundo Soraya, os  pais devem monitorar as redes sociais dos filhos. “Tudo isso como forma de prevenção aos perigos decorrentes do jogo da ‘Baleia Azul’ e da série ‘13 Reasons Why’. Todo cuidado é pouco”, afirmou.

Sugerir correção

Recomendados para você

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários